Declaração de Urbanismo 2011

Declaração de Urbanismo 2011

O URBANISMO é uma disciplina que tem sido historicamente estudada e trabalhada por profissionais de diversas formações, como, por exemplo, os arquitetos, geógrafos, sociólogos, economistas e diversas outras formações que possuem afinidade com a matéria. No Brasil, desde o período colonial observou-se uma preocupação com as questões urbanas, quando foram planejados fortes e muralhas ao redor dos centros para a garantia da segurança da população, até os dias atuais, com as fortes transformações que o homem faz sobre o espaço urbano.

Por um lado, o crescimento populacional trouxe um aumento das demandas por serviços urbanos, o que são cada vez mais urgentes, além de complexos conflitos sobre o território. Por outro, há a necessidade de planejamento desse crescimento e regulação desses conflitos, para que se permita um efetivo desenvolvimento alinhado com uma maior responsabilidade ambiental e que se garanta uma melhor distribuição desses serviços, assegurando, assim, a função social da propriedade urbana.

CONSIDERANDO QUE, as constantes transformações da sociedade, na sua interação homem-espaço, geram novas demandas e criam a necessidade de se repensar paradigmas, tornando fundamental a criação, mobilização e atualização de profissionais e estudiosos atentos a essas novas conjunturas.

CONSIDERANDO QUE, a Universidade possui autonomia e, face ao novo contrato social entre universidade e sociedade, possui um papel mais amplo de formar inteligências capazes de questionar e repensar paradigmas e responder às demandas da sociedade, através de uma concepção interdisciplinar e transdisciplinar do conhecimento.

CONSIDERANDO QUE, há 15 anos, foi criado o curso de Urbanismo da UNEB, o qual tem em sua essência o espírito público e a concepção de uma ciência multifacetada e transdisciplinar, de caráter vivencial, inovador, militante e propositivo, correspondendo a um campo da sensibilidade cidadã e apresentando na genealogia do seu currículo uma nova leitura crítica da cidade, tendo como um dos princípios norteadores assegurar o bem estar da coletividade.

NÓS, estudantes, pesquisadores e profissionais de Urbanismo, reunidos em Salvador nos dias 10 a 12 de agosto de 2011, no Seminário Urbanismo em debate, declaramos solenemente nosso compromisso com a divulgação do Urbanismo e da importância da atuação dos urbanistas, através das seguintes estratégias:

1. Prática do Urbanismo orientada pelo direito à cidade, por um ordenamento territorial inclusivo e com justiça social.

2. Estímulo à criatividade e à competência técnica, socialmente referenciadas, no enfrentamento dos problemas urbanos, através da formulação de planos, projetos, programas, cartografias, pesquisas e ações de Urbanismo.

3. Articulação da Universidade com órgãos públicos e instituições relacionadas ao âmbito do Urbanismo, no sentido de ampliar as oportunidades de estudos, pesquisas acadêmicas e científicas, atividades de extensão aos estudantes, pesquisadores e profissionais de Urbanismo;

4. Ampliação da inserção do Urbanista nos quadros funcionais dos órgãos estatais, das instituições públicas, do setor privado e das organizações não governamentais, através de uma campanha de sensibilização que evidencie a importância e o caráter diferenciado da formação transdisciplinar do curso de Urbanismo da UNEB.

5. Diálogo e apoio a associações e movimentos sociais e populares;

6. Idealização, organização e apoio a eventos que tratem da atuação do urbanista e de questões relacionadas à cidade e ao urbano;

7. Criação de publicações, impressas ou eletrônicas, a fim de divulgar trabalhos técnicos e comunicações científicas;

8. Formação e participação de redes sociais, visando o intercâmbio de informações e a troca de experiências.

 

Salvador, 08 de novembro de 2011.

Fonte: aqui. (Enviado por João Pena)

(Vale a pena também conferir a tabela com os cursos de urbanismo e planejamento urbano existentes no mundo)