Condições para a vitalidade Urbana #1 – densidade

O primeiro e mais óbvio grupo de fatores a influenciar a vitalidade dos espaços públicos (ruas, praças, parques, largos, etc.) são aqueles relacionados aos aspectos quantitativos. Maiores quantidades de pessoas, usos e área construída estão direta e naturalmente relacionadas a uma maior quantidade de pessoas utilizando e interagindo nas ruas. … Continue lendo… →

Lançamento do livro “Urbanidades.”

Será lançado em Natal, no II Enanparq, o livro “Urbanidades.” Ele foi organizado por Douglas Aguiar (UFRGS) e Vinicius Netto (UFF) e conta com 8 artigos tratando sobre o tema que lhe deu o nome. Esses artigos foram originalmente apresentados em um simpósio temático no I Enanparq, no Rio de Janeiro em 2010, e a seguir foram debatidos e revisados por seus autores. … Continue lendo… →

Arquitetura, espaço urbano e criminalidade

Será publicado nos anais do II Enanparq, que acontece de 18 a 21 de Setembro próximo em Natal, um artigo de autoria de Mariana Vivan e coautoria minha, resultado da dissertação de mestrado conduzida pela autora junto ao PósArq UFSC. A pesquisa tratou de investigar a possível influência que relações de intervisibilidade entre os espaços públicos e privados possuem sobre a ocorrência de crimes na cidade. … Continue lendo… →

Leslie Martin e a grelha como geradora (the grid as generator)

“The grid as generator” é um texto clássico de Leslie Martin, publicado originalmente em 1972. Nele, o autor faz uma análise da grelha ortogonal como uma base para que diferentes padrões de edificações sejam desenvolvidos, e propõe uma nova alternativa de ocupação das quadras. … Continue lendo… →

Ciclovias em Utrecht

Esse vídeo é muito interessante. A quantidade de ciclistas é incrível. Será que um dia chegamos a esse nível? As perspectivas me parecem relativamente boas, ao menos se compararmos com um passado próximo. Nunca houve tanta pressão pela construção de ciclovias e incentivo ao uso da bicicleta, de modo geral, quanto atualmente. … Continue lendo… →

Declaração de Urbanismo 2011

Declaração de Urbanismo 2011 O URBANISMO é uma disciplina que tem sido historicamente estudada e trabalhada por profissionais de diversas formações, como, por exemplo, os arquitetos, geógrafos, sociólogos, economistas e diversas outras formações que possuem afinidade com a matéria. No Brasil, desde o período colonial observou-se uma preocupação com as questões urbanas, quando foram planejados … Continue lendo… →

Urbanidades no Flickr: imagens para aulas de arquitetura e urbanismo

Conheça o grupo de imagens de Arquitetura e Urbanismo do Urbanidades criado no Flickr. A intenção é que o grupo funcione como um repositório e um espaço para compartilhamento de imagens que possam ser úteis para a preparação de material didático relacionado à Arquitetura e ao Urbanismo. … Continue lendo… →

Planos locais

Um plano local pode ser entendido como um plano que, ao invés de abranger todo o limite do Município – como os planos diretores – ou mesmo toda a área urbana, concentra-se em estabelecer objetivos e definir diretrizes para o desenvolvimento físico-espacial de um bairro ou região de uma cidade, podendo algumas vezes limitar-se a áreas ainda menores. … Continue lendo… →

Tipos arquitetônicos e vitalidade urbana

Este texto foi redigido pelo Prof. Vinicius de Moraes Netto (UFF-RJ), e diz respeito ao artigo “The convergence of patterns in the city: (Isolating) the effects of architectural morphology on movement and activity”, tratado em um post anterior. Nele, alguns resultados preliminares obtidos pelo estudo até o momento são apresentados. … Continue lendo… →

Cidades cegas

O que queremos para nossas cidades? Será que as normas de uso e ocupação do solo refletem nossos desejos? Aparentemente não, uma vez que são cada vez mais comuns espaços configurados por fachadas cegas e praticamente nenhuma interação entre espaços abertos públicos e os espaços edificados. … Continue lendo… →